10 LEIS DO SUCESSO DE

MARCUS LEMONIS

Sem dúvida o TV show essencial de todo empreendedor. The profit (O Sócio) programa apresentado por Marcus Lemonis, um dos maiores empreendedores dos Estados Unidos.

 

Quem é Marcus Lemonis?

Ele é o presidente e CEO da Camping World e da Good Sam Enterprises, duas gigantes que juntas faturam mais de 2 bilhões de dólares. Marcus Lemonis lidera cerca de 6.000 funcionários em mais de 100 cidades nos EUA.

Foras essas duas grandes empresas ele tem diversos outros negócios.

 

No programa The Profit, ele ajuda as empresas em dificuldades, sempre se tornando sócio delas. Ao mesmo tempo em que investe seu próprio dinheiro no processo.

 

A seguir, veremos as 10 LEIS DO SUCESSO DE MARCUS LEMONIS.

Vamos lá:

Regra 1: não seja um idiota.

A primeira regra da Marcus é tratar outras pessoas no negócio (parceiros, clientes, funcionários, etc.) com respeito e gentileza. Isso não significa ser um queridão, mas sim abordar todas as transações e parcerias com uma atitude positiva.

 

Quando você assiste ao programa, perceba que Marcus é incrivelmente bom em interações sociais. Ele é muito sociável e é imediatamente apreciado, especialmente pelos funcionários que ele consegue conhecer. Ele tem uma habilidade única de construir um relacionamento instantâneo com qualquer um que ele encontre.

 

Por outro lado, observe que Marcus, ao longo de todos esses episódios, conheceu e tentou fazer parceria com um grupo de pessoas que são insanas e definitivamente não são aquelas que você gostaria de ter como parceira.

 

Ser uma pessoa legal, simplificando, torna as coisas muito mais fáceis, especialmente a longo prazo.

+ DE

0
ALUNOS CADASTRADOS
loading...

JOVEM!

AO FAZER PARTE DE NOSSA ACADEMIA, VAMOS LHE ENVIAR MODERADAMENTE TODOS NOSSOS CONTEÚDOS.

CONTEÚDO DE QUALIDADE! PARA QUE VOCÊ REALMENTE APRENDA.

PROMETEMOS QUE NÃO VAMOS FICAR ENVIANDO AQUELES EMAILS CHATOS DE CURSOS E PRODUTOS QUE VOCÊ NÃO QUER! 😉 

  

APROVEITE… É GRÁTIS!!!  🙂

Regra 2: Torne seus funcionários o número um.

Continuando a partir da primeira regra, Marcus coloca ênfase extra em tratar bem seus funcionários. Ele sabe que quando os funcionários são atendidos pelo empregador, eles também cuidam do cliente. No final, todo mundo ganha!

 

Isso faz totalmente sentido e lembre-se, você tem uma responsabilidade para cada um de seus funcionários e eles esperam ter seu apoio quando os tempos ficarem difíceis. Caso contrário, sua lealdade vai cair como uma rocha e eles vão perder o senso de pertencer à sua empresa.

 

O custo de mão-de-obra é, talvez, o maior fator de custo em qualquer negócio, portanto, contratar pessoas apenas para tê-las em atividade e deixá-las depois de um tempo é totalmente ineficiente. Em vez disso, você deve incentivá-los, torná-los parte da família e torná-los mais ligados ao negócio.

 

Funcionários valiosos (e pessoas em geral, na verdade) são difíceis de encontrar, então quando você faz isso, você deve contratá-los, mantê-los felizes e ajudá-los a crescer junto com o seu negócio.

Regra 3: saiba o que você não sabe.

Você não pode ser bom em tudo, é humanamente impossível. Então você precisa aceitar essa limitação e entender o que você realmente sabe e o que você não sabe. Você deve delegar todas as tarefas nas quais não é bom e não se enquadra nos seus pontos fortes.

 

Claro, quando você começa um negócio, você provavelmente vai fazer tudo sozinho ou com a ajuda de um co-fundador. Mas depois de obter alguma experiência e ter receita, você deve encontrar algumas pessoas que são melhores do que você em áreas específicas e torná-las parte da equipe.

 

Deixar de trazer pessoas para ajudar o tornará o gargalo do negócio e criará várias ineficiências. Certifique-se de não cair nessa armadilha!

Regra 4: Plano de negócio e fluxo de caixa.

Primordial ter o plano de negócio, assim que validar a sua ideia. Colocar tudo no papel e refinar. Marcus fala que muitas pessoas boas tem ideia maravilhosas, o problema está na estruturação do negócio. Elas ACHAM que a primeira coisa que vem a cabeça está bom, vão lá e arriscam tudo.

Não planejam. Não traçam uma estratégia. Não pesquisam.

 

Um exemplo é alugar um ponto comercial. Quantos negócios, bons negócios, fecham somente por estarem mal posicionados?

A pessoa ACHA que ali o negócio vai dar muito certo, mas nunca fez uma pesquisa para ter certeza.

 

Outra coisa que ele reforça é o fluxo de caixa. Obrigatório em qualquer início de negócio. Planejar a quantidade de dinheiro e recursos você precisará para sobreviver por um período é essencial.

Regra 5: Seja vulnerável.

Marcus menciona que você precisa estar disposto a se abrir e mostrar vulnerabilidade de tempos em tempos.

Isso também é complicado, já que sua vulnerabilidade pode ser explorada por alguma parte maliciosa, seja um concorrente, um funcionário insatisfeito ou até mesmo um parceiro.

 

Para essa regra, eu me concentraria mais em ser genuíno e autêntico em suas interações, e devido a quaisquer erros que você tenha cometido e se certificar de que você os corrige.

Regra 6: Seja autêntico.

ELe também observa que você deve ser autêntico, focando mais na história de sua marca, e não em um nível individual, em sua palestra.

 

Ele fornece exemplos de marcas que não tinham autenticidade e não conseguiram entrar em ressonância com seus clientes, além de exemplos de produtos que fizeram um ótimo trabalho ao cumprir a missão da empresa e foram amados pelos clientes.

 

Sendo autêntico, você descobrirá que sua mensagem pode atravessar o ruído do mundo moderno e atingir melhor seu público-alvo.

Regra 7: Seja transparente.

Citando Marcus, “Vulnerabilidade é um tipo de honestidade, autenticidade é outra, mas existe um terceiro tipo de honestidade que é igualmente importante: transparência”.

 

Transparência significa ser aberto e franco para as pessoas com as quais você colabora e não possui segredos. A confiança é um componente crítico nos negócios e pode ser construída somente quando ambas as partes são transparentes e francas.

 

Marcus deu exemplos de donos de empresas que eram enigmáticos, agiram secretamente e até mentiram. Em instâncias como essa, a confiança é destruída e fazer negócios com a outra pessoa se torna impossível.

 

Lembre-se de que destruir a confiança significa que você também prejudica sua reputação. E como um dos meus bilionários favoritos diz:

 

“Leva 20 anos para construir uma reputação e cinco minutos para arruiná-la. Se você pensar sobre isso, você vai fazer as coisas de forma diferente.

 

– Warren Buffett

Regra 8: É tudo sobre follow-through.

Com essa regra, Marcus quer destacar uma qualidade que os empreendedores precisam ter:  ser consistente.

 

É muito fácil ficar animado quando você inicia um projeto ou um negócio. Tudo parece ótimo e você está pensando sobre os carros extravagantes que você vai comprar com todo esse dinheiro que você vai fazer.

 

À medida que a realidade se instala e você percebe que isso vai demorar um pouco mais e será mais difícil do que você imaginou, as coisas ficam difíceis. As pessoas deixam de seguir adiante, desistem de suas aspirações e voltam a viver uma vida ordinária e manca.




Marcus é famoso por se concentrar nos 3 Ps:

 

Produtos

Pessoas

Processo

 

Neste caso, é o processo que as pessoas não conseguem trabalhar. Eles podem seguir o processo por alguns dias ou semanas, mas para ter sucesso, você precisa fazer isso por anos ou mesmo décadas.

 

Regra 9: Conheça seus números.

Isto é, naturalmente o mínimo!

 

Como proprietário de uma empresa, você deve conhecer seus números. Isso inclui números financeiros, mas também outros números críticos que podem ser específicos para sua empresa ou setor, por exemplo, número de reservas se você for um hotel em funcionamento ou um número de exibições de página se estiver executando um website.

 

Como você pode melhorar e expandir seus negócios se não souber seus números? É impossível!

 

Um problema comum que vem com o não saber seus números é que suas margens podem ser terríveis e você pode nem ter a menor idéia. Isso leva a ineficiências nos negócios, em que você se concentra em itens ou produtos de baixa margem, não lucrativos, em vez de se dedicar a linhas de produtos lucrativas e com margem alta.

 

Números errados também podem esconder algo maior, como Marcus descreveu no programa. As pessoas podem estar roubando dinheiro de você bem debaixo do seu nariz.

 

Em suma, os números fornecem o status de saúde do seu negócio. É melhor você ter certeza de rastreá-los.

Regra 10: Pare de choramingar e comece a ganhar.

Mostre-me uma pessoa que não para de choramingar e dar desculpas, e eu vou lhe mostrar uma pessoa mal sucedida.

 

Como empresário e líder, você tem a responsabilidade final por tudo o que acontece em seu negócio. Isto é realmente verdade para a vida em geral, tudo em sua vida é sua culpa.

 

Como tal, você precisa assumir a responsabilidade por suas ações e erros.

Ao incorporar isso em sua mentalidade, você entenderá que, em última análise, você é o capitão de sua vida e tem a capacidade de melhorar as coisas.

 

Quando você fica culpando os outros por suas deficiências (o governo, a economia, seus empregados, as estrelas), pode parecer bom por algum tempo, mas, a longo prazo, você está condenado a não ter sucesso.

CONCLUINDO

Jovens,

Para mim, ele é o melhor exemplo de empreendedor dos últimos anos!

Tirando a história de sucesso, e o modo com que ele lida com os negócios, teve uma coisa que me marcou. Vejo ele como um tipo anti-herói do empreendedorismo, pois ele mesmo fala que não lê livros!

Uauu…

Nos dias de hoje em que qualquer Guru digital lhe fala que se você não ler o Pai Rico Pai Pobre você nunca será milionário!

Escutar da boca dele, um  empreendedor Bilionário, que não é questão de livros, mas sim que a  essência do saber, do ir lá e fazer bem feito. De ter um negócio é estar lá, de corpo e alma.

É entender o básico.

Afinal, negócios são feitos a milhares de anos. Gigantes do mercado tem mais de 100 anos hoje em dia!

A essência vem de tempos, ela não muda, só se transforma!

Isso me fez reavaliar diversas coisas na minha vida, como uma lista quase interminável de livros que eu iria ler ( pois vi vários Gurus recomendando e falando que se eu não lesse esse livros nunca seria ninguém!) e hoje só vou atrás da informação quando tenho certeza que vai me beneficiar naquele momento.

Exemplo:

Saiu um novo livro de investimento tal xy.

Mas eu não estou preocupado com investimentos agora!

Eu quero descobrir com fazer um novo produto que atenda x mercados!

Aí vem os influenciadores e falam: Se você não ler o livro de investimentos xy, você vai ficar pobre, não vai se tornar um milionário e etc…

Entenda que todo ano o MERCADO lança diversas coisas “ NOVAS” e cabe aos vendedores GURUS” fazer você comprar!

Quando na verdade, a essência é sempre a mesma. O que muda é a capa e a forma de oferecer.

Não vou aprofundar nisso agora, pois farei um artigo somente falando disso, Excesso de desinformação.

Bom, após entender a filosofia Marcus Lemonis, eu tirei um peso enorme da minha cabeça! Filtrei diversas coisas que aprendi e não usei.

Isso me ajudou muito. Muito mesmo!

Hoje foco somente no essencial. E faço bem feito. Faço o melhor que posso!

Para nos ajudar, estas 10 lições que ele nos passa são de grande valor.

Sem dúvida, os pilares que ele foca, Pessoas, Processo e Produto são a alma de qualquer negócio.

Espero que tenha gostado.

Curtir, Comentar e Compartilhar.

Grande Abraço

Forte Abraço

ESCRITO POR:

Daniel Tito

Daniel Tito

Aprendiz

BAIXE AGORA NOSSOS
E-BOOKs 😜

loading...

OUTROS ARTIGOS BEM LEGAIS 😜

Administração de Pequenas Empresas

7 Habilidades Cruciais para o Jovem Empreendedor

Encontrando Oportunidades no Mundo dos Negócios Modernos

Todos os direitos reservados – Jovens Mestres Academy® – 2019

Fechar Menu