Empreender jovem:

por que começar cedo?

O ser-humano é um bicho pensante e, dentro da lógica capitalista, ideias são equivalente etéreos de dinheiro. Tal qual uma fonte, jovens são um ponto rebento de conceitos e pensamentos, além de terem energia de sobra. Portanto, uma boa coisa a se fazer seria começar a empreender jovem.

 

Existem riscos? Claro que existem, da mesma forma que existe em qualquer idade. Colocar seu dinheiro e seus sonhos para jogo é um risco em si, onde pode-se ganhar ou perder. Empreender jovem só lhe da mais tempo para aprender com seus erros e sair na frente da concorrência.

 

Além disso, empreender jovem lhe da a chance de criar uma boa gordura financeira para o futuro. Isso se o empreendimento em questão der certo, claro. É válido lembrar que essa questão de empreendedorismo é algo que depende muito de situação social e financeira, não tão fácil assim.

Veja a seguir algumas formas de empreender jovem e porque você devia começar o mais cedo possível

Como dito nos parágrafos anteriores, empreender jovem vai depender muito da sua condição sócio econômica. Isso porque é injusto pedir que um jovem que precisa trabalhar para sustentar a família tente seu dinheiro em negócios arriscados.

 

Apesar disso, se mesmo assim existir essa vontade, é possível investir em transações menores. Assim a renda familiar não é comprometida e esse ou essa jovem pode começar a ter arroubos financeiros. Isso porque experimentar com dinheiro é um primeiro grande passo.

 

Entender como funciona a lógica do capital é primordial para qualquer pessoa de pouca idade com tais ambições. Dinheiro não se trata somente de números e estatísticas. É uma ideia que envolve moral, auto estima, escrúpulos, psicologia e retórica. É uma arte em si, ganhar dinheiro.

 

Como toda arte, não é fácil e não surge do nada. Assim como a expressão individual, dinheiro não surgirá de uma simples inspiração divina lhe dando guias de negócios. Para empreender jovem é necessário, primeiramente, estudar jovem.

 

Além de saber sentir todos essas movimentos do dinheiro que soam um pouco subjetivos, é necessário ter o objetivo. Sendo assim, ler muito e produzir muito é uma ótima ferramenta na mão do jovem investidor e montador de negócios.

 

Isso porque, para sustentar e levantar suas ideias não é possível ter na cabeça somente àquela. Um cérebro com um conceito só é como uma árvore com uma única maça. E, já que a vida não é um conto de fadas, essa não será mais doce nem mais especial por ser a única do pé.

 

É mais fácil encontrar um fruto especial em uma árvore carregada do que em um tronco de galhos infrutíferos. E como preencher os seus galhos com essas próto-ideias para negócios? Estudando é claro, o máximo possível de qualquer assunto que lhe interesse.

 

Inclusive, é bom estudar na mesma medida assuntos que não te interessem. Isso porque o jovem possui uma capacidade de absorção de informações absurda. Com um cérebro em formação ele consegue chupar conceitos novos com muito mais receptividade.

 

Conforme o caráter vai se moldando através da vida esses conceitos se tornam mais enraizados. Sendo assim, fica difícil para que outras ideias mais novas penetrem naquele campo da mente. Portanto, para as pessoas de pouca idade que querem empreender, estudar é um prato cheio.

Limpe sua mente

Para qualquer pessoa que quer começar a empreender jovem é necessário tirar algo do caminho. Entre com o seguinte pensamento: seu total de conhecimento sobre a vida e os negócios, somado, é igual a zero.

 

Independentemente do tipo de vida levado, o quão sofrida ou o quão mimada foi sua existência. É necessário dar um passo para traz e admitir a própria ignorância. Isso porque, somente desta forma poder-se-a aprender numa totalidade e, melhor que isso, aprender sem vícios ou manias.

 

Muitas vezes, pessoas que entram no mercado econômico ou pensam em abrir um negócio veem com vícios. Seja mania econômicas nocivas ao empreendimento ou mesmo costumes no trato para com o outro. Tudo isso tem que ser repensado para um viés comercial.

 

Sendo assim, é necessário usar todo o conhecimento que foi incentivado anteriormente e aplaina-lo. Use toda sua leitura prévia e aqueles conceitos maravilhosos que foram aprendido e forme uma base sólida. A somatória ainda é zero. Estamos no nível do mar.

 

Por que isso? Pois assim já é possível ter uma base sólida sem se prender a crenças limitantes que possam existir dentro da sua cabeça. Empreender é uma totalidade de habilidades e não só esperteza matemática.

 

É necessário, tal qual um jornalista, saber de tudo um pouco para depois se especializar em algo. Entrar de cabeça em um negócio sabendo somente um componente é receita para o desastre. Além de poder ser alvo de charlatães você ainda fica vulnerável à varias intempéries.

 

Uma base só é útil quando é uniforme e totalmente sólida. Ter uma sustentação com buracos e oscilações dá a premonição da queda para o seu negócio. Essa é uma das razões pelas quais parece ser tão difícil empreender jovem: porque é.

 

Mas, é claro, existem negócios mais leves que não precisam de todo esse conhecimento. Tal seria perfeito para um jovem começar a brincar um pouco com as ideias e os dinheiros. Inclusive, uma forma que tornou-se padrão entre essa geração é a internet.

 

Seja monetariamente ou não, inúmeras pessoas de várias idades investem seu tempo criando ideias. Através de vídeos, escritas ou até mesmo da própria imagens são levantadas narrativas que atraem público. Isso é, sem sombra de dúvidas, uma forma de empreendedorismo.

 

Primeiramente porque existe um fator de auto gestão sem fundos financeiros no quadro. Segundo porque, mesmo sem orientação, a adolescência e pré-adulta consegue sentir os movimentos das redes e do público. Isso é essencial, como dito anteriormente, para qualquer pessoa.

 

Queira você empreender jovem ou não, saber assistir e acompanhar as tendências pode render muitos frutos. Isso na cabeça de um jovem que já tem esse viés irá germinar muito mais facilmente. Desta forma, para aqueles que querem investir sem dinheiro, internet é uma boa.

Encontre a sua plataforma

Seja online ou em um ambiente público, é importante saber em que tipo de plataforma você trabalhará. Isso não se resume a somente um tipo de site ou um local da cidade. Quer dizer também o modelo de negócio que você irá seguir como empreendedor.

 

Até porque é muito diferente montar uma empresa baseada em posts no instagram e vender algo em frente ao terminal de ônibus. Ambos são empreendimentos, mas um deve ser trabalhado de maneira diferente do outro.

 

Apesar disso, ainda usando o exemplo anterior, os dois envolvem riscos que vão além do perigo do capital. Existe um nível de exposição física de um em comparação a exposição online do outro. Existe a certeza do pagamento na hora em contrapartida com as ainda presentes inseguranças do online.

 

Para se livrar desses acasos incômodos, você como empreendedor ou empreendedora deve se resguardar e conhecer seu ambiente. Essa é a importância de escolher bem uma plataforma: saber as vantagens e falhas de trabalhar como você trabalha.

 

Assim é possível fortalecer os pontos fracos e usar os pontos fortes da ferramenta que você está usando. Isso independe se ela é analógica ou digital. Podemos considerar o Tumblr uma ferramenta assim como podemos considerar um quiosque no meio do shopping.

 

O importante é você estar confortável com a ferramenta que você está usando. Principalmente ao empreender jovem, se faz necessário começar com algo que pelo menos lhe de uma certa segurança para trabalhar. Posto que ele está no princípio, é necessário ter certezas específicas.

 

Outro fator que deve ser pensado é se essa plataforma comporta bem o tipo de serviço que você está oferecendo. Até porque existem produtos ou serviços que são vendidos melhor pessoalmente e alguns usam as mídias sociais para potencializarem-se.

 

Empreender jovem é uma atitude um tanto digna e que pode ajudar muitas vidas no processo. Entretanto, todos esses fatores anteriores, que muitas vezes parecem inúteis, são de extrema importância. E isso não tem relação com o tamanho do seu empreendimento.

 

Vender pão de mel, por exemplo, é um tipo de negócio que muitos jovens aderem para pagar as contas. E isso com certeza pode ser considerado como um caso de alguém que começa a empreender jovem. Isso porque este está passando por todas as etapas já citadas aqui.

 

Foi necessário escolher o serviço a ser oferecido, comprar os materiais, escolher a plataforma e a abordagem de vendas. É preciso fazer uma embalagem, um modo de conservar, um jeito de calcular custos e lucros. Além disso existem as formas de propagar a existência do seu negócio.

 

Tudo isso, ao contar campus de faculdade como plataforma, se junta para formar um empreendimento pequeno e útil. É uma forma de alguém com pouca idade assumir responsabilidades e custos e aprender a lidar com acasos.

 

Saber como se virar em situações limite ou com poucos recursos é uma qualidade que qualquer gestor deve cultivar. É lógico que fazer todo o possível para evitar essas situações também é uma características que bons managers. Entretanto, o improviso é sempre bem vindo.

 

Então, amarrando tudo o que foi dito nesse tópico, sua capacidade de improviso deve ser adaptada a sua plataforma. Por exemplo, ao usar o twitter como forma de se promover, você pode ser pego com uma pergunta complicada de responder.

 

Isso põe a teste suas capacidades como empreendedora e também como gerenciadora de mídias sociais. Isso porque você irá precisar mostrar conhecimento sobre a área na qual você trabalha junto com o traquejo para lidar com clientes.

 

Portanto, saiba como improvisar e saiba como usar a plataforma que você escolheu. Outra coisa importante é saber como misturar as plataformas. Você, quando começa a empreender jovem, tem a possibilidade a cabeça para saber fazer conexões que outras pessoas talvez não consigam.

 

Sendo assim, saiba juntar as pontas e usar as linhas que constituem seus negócios. Seu produto é uma ideia e ela pode ser potencializada através de imagem, som e suas próprias palavras. Seja escrito ou falado, você deve usar seus talentos e os talentos da sua ferramenta para melhorar a ideia.

Se melhore

Tal qual dito no começo do artigo, se melhorar é uma atitude necessária na hora de começar um negócio. Para empreender jovem é preciso ser um jovem melhor. Isso inclui ter consciência do seu ambiente, das suas raizes e dos seus objetivos. Saber onde seus pés pisam e onde você quer chegar.

 

Inclusive, para ser um empreendedor é necessário entrar em algumas “quase contradições”. “Como assim?” você pode estar se perguntado.

 

Para entrar em uma empreitada dessas você precisará de muita auto confiança e firmeza. Ao mesmo tempo, é importante ter humildade e saber que tudo pode ruir a qualquer momento. Essa é só uma das contradições que constituem os mistérios de investir.

 

Principalmente quando o objetivo é empreender jovem, essas dualidades se tornam mais evidentes. Isso porque a pessoa de pouca idade ainda está amadurecendo suas emoções e o trato com elas. Isso pode ser uma boa oportunidade para você aprender.

 

A primeira coisa que você pode melhorar ao decidir empreender jovem é como manejar suas ânsias. Esse período antes da vida adulta é de intensa ebulição em todos os sentidos. O físico muda, o emocional acompanha e aos trancos e barrancos você caminha para frente.

 

Ao começar a lidar com dinheiro e responsabilidade você pode aprender a lidar com essas coisas com mais propriedade. Isso porque você, devido a pressão, consegue se segurar e respirar mais fundo por questão de pura necessidade.

 

Até porque, posto assim, você pode até começar a prestar mais atenção a sua saúde mental. Isso mostra como empreender jovem pode te ajudar de várias maneiras. Muitos pensam que integrar certas responsabilidades pode ser nocivo ao jovem.

 

Entretanto, ao buscar uma melhora pessoal ele pode conseguir prestar atenção em certos aspectos de si. Aspectos, inclusive, que de outra forma ele não estaria atento a. Melhorar sua persona pode ajudar a mudar seu ambiente e transforma-lo em algo mais evoluído.

 

Para se melhorar também é necessário melhorar como você se relaciona com seus pares. É difícil fazer um juízo de valor sobre como as pessoas se relacionam e começar a taxar certos e errados.

 

Mas, se queremos saber porque é importante começar a empreender jovem, ai esta onde se pode encontrar um motivo. Além de aumentar sua sociabilidade, isso te torna um ser humano mais propenso a ajudar a sociedade.

 

Isso porque, uma das principais coisas que você deve ter ao empreender é empatia. Logicamente existem linhas que dizem ser a falta de empatia o aspecto mais importante do gestor. Outra daquelas contradições que existem.

 

Você não pode ser totalmente empático ao ponto de esquecer dos seus lucros e suas necessidades. Na mesma medida, é impossível pensar somente em lucros próprios sem oferecer um bom serviço e um bom negócio ao cliente.

 

Aprender isso em uma idade menos avançada leva a um negociador melhor no futuro. É o conceito apresentado previamente: limpar-se de certos vícios da industria para poder pensar fora da caixa, oferecer algo que as outras pessoas ainda não tem.

 

Empreender jovem também é importante pois lhe traz a sensação de dever cumprido. Tendo em vista a sociedade em que vivemos, na qual se julga muito pelo tanto que é produzido, tal atitude pode ajudar na confiança. Não quer dizer, contudo, que a sociedade esteja certa ou errada.

 

Analisar as pessoas do ponto de vista produtivo pode ser um tanto nocivo para os indivíduos num geral. Isso cria um ambiente doente e um tanto competitivo sem necessidade. Mesmo assim, empreender jovem te traz a oportunidade de matar essa sensação de impotência.

 

Se por em movimento logo cedo pode acarretar um estado de inércia e, doravante, de aceleração. Ao trabalhar com pouca idade (idade permitida por lei, vale dizer) você já começa a pegar a dinâmica da vida adulta. Isso traz um amadurecimento que outras experiências não trazem.

 

Sendo assim, é possível inferir que empreender jovem vai te trazer uma porção de melhorias. Você aprende muito enquanto ganha dinheiro e produz algo para sociedade. Não só isso, você produz em si uma sensação de dever cumprido.

 

Mesmo assim, existem certos cuidados que devem ser tomados quando o assunto é a sua juventude.

Não deixe de viver

O último tópico quando o assunto é empreender jovem será sobre a vida em si. Quando analisamos todos os assuntos já discutidos, é possível ver que muitas coisas hão de ser conquistadas. Entretanto, quanto se perde nesse processo?

 

O tempo gasto para estudar e investir jamais voltará. As horas e dias são matéria não retornável da natureza; o que você gasta, não é possível receber de volta. Claro que pode-se dizer que, mais a frente todo esse trabalho se reflete em uma vida mais tranquila.

 

Isso não está de todo errado, mas existe um fator que a juventude possui e outras idades não: a irresponsabilidade. Não fazer nada quando jovem não gera culpa, não traz stress. Tente fazer isso quando adulto e falhe miseravelmente enquanto você se martiriza por não produzir.

 

Isso quer dizer que empreender jovem está errado? De maneira nenhuma! Começar a negociar logo cedo pode ser uma das melhores coisas que um ser humano pode fazer. Contudo, meninos e meninas, deixar de viver para negociar é uma decisão burra.

 

Um investidor sem vivência e muita teoria é somente uma maquina com um pouco de hormônios. Ter experiências fora da vida empresarial pode te preparar físico e emocionalmente para uma carreira de negócios. Existem coisas que a vida ensina que a carreira não ensina.

 

É necessário, como tudo dentro da existência, dosar as medidas de uma forma não abusiva. Tratar seu empreendimento como a coisa mais importante da terra é, objetivamente, errado. Primeiro, porque te traz um senso de importância que você não tem.

 

A questão da humildade vale para isso também. É útil para saber que podem e provavelmente existem muitos negócios melhores que o seu. É necessário tentar ser o melhor que você consegue e não melhor que o outro. Até porque, existem muitos clientes no mundo.

 

Segundo, por conta do fato de que existe uma vida ai fora para ser vivida. Você pode ganhar muito dinheiro, mas é necessário ter no mínimo algumas vontades exteriores para gastar essa grana. Além do tempo livre que você terá e não pode simplesmente voltar ao trabalho por ser a unica coisa que você sabe fazer.

 

Viver, de fato, para a formação do caráter, é indispensável. Portanto, ao empreender jovem, não deixe de viver a vida. Separe o tempo dos estudos e das analises, mas também separe um tempo para sair. Organize suas horas entre amigos e pesquisas, entre dinheiro e lazer.

 

Desta forma você pode testar e melhorar as qualidades adquiridas quando você estava pensando em seus negócios. Olhando o dia a dia e o frívolo você pode ter insights que nenhum escritório pode te dar.

Não perca tempo!

A matéria prima do empreendedor, assim como a do artista – fazendo de novo esse paralelo – é a vida. Não existe um negócio de sucesso que seja feito totalmente no vácuo. As próprias redes sociais são resultado da analise das interações e ânsias de uma sociedade.

 

É preciso ver jovens e velhos, ver crianças e adultos de todas as faixas econômicas e sociais. Outro fator que te torna um péssimo empreendedor é ser alguém preconceituoso e retrógrado. Como pensador liberal, é indispensável que você aceite todas as ideias novas que aparecem.

 

Isso não só te torna uma pessoa mais receptiva e um ser humano decente, como ao mesmo tempo te ajuda com seus negócios. Ser inclusivo enquanto consegue enxergar novos mercados de trabalho é outra vantagem de empreender jovem.

 

Portanto, quando pensar em adentrar alguma iniciativa que envolva outros, é necessário pensar em tudo isso. Para o negociante juvenil, existem muitos fatores a serem considerados e pesados em uma balança.

 

Empreender jovem é bom e necessário? Totalmente. Isso te dará noções e reflexos incríveis sobre a vida. Além disso, você sairá na frente e terá vantagens sobre os mais lentos. Ser o primeiro não significa ser o melhor, mas talvez ter começado primeiro seja essencial para que você chegue lá. 

ESCRITO POR:

Daniel Tito

Daniel Tito

Aprendiz

BAIXE GRÁTIS OS 3 E-BOOKs

ENVIAREMOS DIRETAMENTE PARA SEU E-MAIL
SEM ENROLAÇÃO

loading...

OUTROS ARTIGOS BEM LEGAIS 😜

Inovação no Empreendedorismo

Como usar o Linkedin com eficiência

10 Hábitos de Pessoas Extremamente Produtivas

Todos os direitos reservados – Jovens Mestres Academy® – 2019

Fechar Menu