Inovação no Empreendedorismo

O empreendedorismo, com certeza, é a nova versão do mercado corporativo. As empresas em formatos tradicionais e reprodutibilidade de processos estão ficando para trás. Mesmo as mais consolidadas tiveram que se adequar aos novos meios de produção e lucro.

 

Empreender é hoje mais que abrir um negócio com potencial lucrativo. Quem empreende precisa entregar um diferencial para o mercado, precisa oferecer soluções inovadoras, sejam produtos ou serviços. Se o mercado mudou seu formato foi para atender um público ávido por novidades.

 

Este público já não se contenta com a mesma dinâmica e representa uma demanda diferenciada. O empreendedor sagaz, além de habilidades técnicas, precisa estar atento às mudanças. Capacidade adaptativa e flexibilidade frente ao mercado são a chave para o sucesso de qualquer negócio.

Empreender é mais que ofertar um serviço ou produto

O empreendedorismo é a capacidade de identificar problemas e necessidades. Uma vez identificados, o empreendedor desenvolve soluções criativas para os mesmos. A consequência disto é inovação e geração de riquezas, além de mudanças na vida de todos os envolvidos.

 

Exemplos não faltam para serem citados, as startups estão aí para provar que criatividade e oportunidades lucrativas andam juntas.  Quem está seguindo a onda sabe o quanto vale a pena ter uma boa ideia e colocá-la em prática. Mas, para isso é preciso dedicação e desejo de diferenciar-se.

 

Inovar significa entregar mais do que um produto, significa conceder ao cliente experiências inovadoras, produtos únicos e atendimento personalizado. Pense em quantos negócios nascem todos os dias e quantos fazem apenas mais do que todos já fazem.

 

Claro que é bom pensar que todos têm seu lugar ao sol. Contudo, é fato que se meu negócio não é inovador ele não é relevante para o público. E é esta a grande sacada do bom empreendedor, não se contentar em fazer o mesmo. Empreendedorismo e inovação são dois lados de uma mesma moeda.

 

Quando falamos em empreendimento, não nos referimos unicamente aos novos negócios que nascem. Empresas já constituídas precisam imprimir o espírito empreendedor em seu ambiente. Caso contrário, correm o risco de ficarem engessadas, estagnadas num mercado que sempre exige mais.

 

Habilidades como a liderança e a iniciativa são próprias do empreendedor inovador. E para quem é apenas empresário, gestor de uma empresa, tornar-se um empreendedor pode ser a ferramenta que faltava.

 

Vale ressaltar que capacidade empreendedora não se concentra apenas no líder, colaboradores com perfil empreendedor fazem grande diferença.  Eles podem aperfeiçoar o desenvolvimento de atividades e serviços, consequentemente contribuindo para o crescimento da empresa.

Como se dá a implementação da inovação?

Inovar é conseguir criar algo de valor útil. Algo ainda não disponível que faça diferença para os seus usuários. Pode representar a criação de um novo modelo de negócio ou o desenvolvimento de novos produtos. Mas, o grande ideal da inovação é que ela deve resolver problemas recorrentes de seu público.

 

Não é de se estranhar que a tecnologia seja pano de fundo da maioria das ofertas inovadoras dentro do empreendedorismo. Os avanços tecnológicos fomentam essa rede, desde utensílios domésticos até softwares de gerenciamento.

 

E é por meio da tecnologia que muitos empreendedores enxergam solução para complexidades do cotidiano. Foi assim que nasceu o Lady Driver, aplicativo de transporte exclusivo para mulheres que está em franca expansão.

 

Sua idealizadora, Gabriela Correa, após pedir uma corrida por aplicativo, sofreu assédio do motorista. Depois disto, traumatizada, passou a solicitar o serviço apenas com motoristas mulheres, mas notou o quão difícil era encontrar um.

 

Foi então que Gabriela viu uma potencialidade dentro daquela problemática. E assim, ela idealizou um serviço de transporte cujos motoristas e clientes fossem exclusivamente mulheres. A ideia nasceu, foi posta em prática e hoje o Lady Driver já conta com mais de 8 milhões de cadastradas.

 

Você consegue enxergar neste exemplo o real sentido de inovação e empreendedorismo? Existe um problema, eu enxergo uma solução real e transformo em atividade lucrativa de benefício comum. Empregos gerados, assistência de necessidades negligenciadas, mercado em movimento.

Como inovar dentro da minha empresa?

Como já foi dito antes, empreender não implica necessariamente criar um negócio do zero. Empreender é mudar a dinâmica de processos físicos, humanos e técnicos, e isto não está ligado obrigatoriamente ao investimento.

 

Dentro da sua empresa você mesmo pode identificar demandas de mercado e de clientes que estão negligenciadas. O que poderia ser feito de forma mais otimizada de modo a contribuir para o crescimento do seu negócio? Empreenda e inove, encontre novas soluções para velhos problemas.

 

Um atendimento diferenciado ao cliente, por exemplo, faz uma grande diferença para a reputação da empresa. Atendimento personalizado, sem a robotização comum da maioria das empresas, conquista e fideliza clientes. Ouça seus clientes e sua equipe, o que pode ser melhorado com criatividade?

 

Outra forma de incrementar sua empresa é fazer uso de ferramentas de gestão. Um levantamento panorâmico da situação atual do seu negócio pode sinalizar necessidades de mudanças estratégicas. Com boas ferramentas você pode reconhecer os pontos negativos e trabalhar para alterá-los.

 

Inovação dentro das empresas também tem sido o apoio prestado a causas sociais. Com a preocupação cada vez maior com a preservação ambiental, ideias voltadas para a sustentabilidade ganham atenção. Produtos sustentáveis, economia de papel nos processos internos, de tudo vale.

 

Além de investir na habilitação do seu negócio para torna-lo um empreendimento inovador, não se pode esquecer do gestor. De início pode parecer complexo ser um empresário e empreendedor ao mesmo tempo.

 

Enquanto o primeiro pode ter problemas para pensar fora da caixa, o empreendedor pode enfrentar dificuldade com a gestão. Por isso, é preciso unir os dois perfis somando e potencializando competências. A manutenção de uma gestão eficiente junto ao espírito inovador vai garantir o sucesso do negócio.

Perfil do empreendedorismo inovador

Assim dito parece bem fácil, mas conseguir de verdade por em prática o empreendedorismo inovador exige mais que vontade. Os responsáveis pela implementação que mudará a cara da empresa precisam estar alinhados com a dinâmica colaborativa.

 

Os desafios da rotina devem ser enfrentados com maturidade e ponderação. Principalmente no que diz respeito às ações enquanto líder de pessoas, afinal sem colaboradores engajados com seu objetivo nada segue.

 

A busca por conhecimento é uma constante, desenvolver habilidades e conhecer seus pontos fracos são fundamentais. Não espere as dificuldades chegarem pra pensar em fazer algo a respeito, você precisa antecipar-se neste jogo.  

 

O perfil do empreendedor inovador vai além de ter boas ideias, ele precisa saber passar aquilo adiante. Recrutar os talentos necessários para materializar suas soluções e iniciativas inovadoras.

Compromisso com a ética

 

Pensar além não implica a quebra de valores ou ultrapassagem de limites éticos na constituição de sua ideia. Para que sua inovação funcione ela precisa atender princípios e normas pertinentes ao setor de atuação.

Propor soluções mirabolantes que confrontam ordenamentos sociais e/ou não representam um benefício executável e acessível não é inovar. A credibilidade e a confiança que você quer atribuir à sua ideia precisa ser pautada em princípios éticos.

 

Flexibilidade

Um empreendedor é um visionário, ele enxerga oportunidades onde muitos podem ver um mero fracasso. Enxergar além do cenário é conectar-se com o seu poder de solução.

 

Contudo, é preciso estar aberto a opiniões diversas das suas e saber validá-las se forem pertinentes. Por isso, é bom receber feedbacks e considerar outros pontos de vista. A disposição para mudanças representa maturidade e situações estratégicas pedem muito disso.

Inovação em gestão é sinônimo de competitividade

A inovação é tratada muitas vezes de forma superficial dentro dos processos em um negócio. Isto porque ela é confundida muitas vezes com um incremento tecnológico moderno. Porém, uma gestão inovadora é um modelo de gerenciamento que busca potencializar a competitividade do negócio.

 

Trata-se de injeções constantes de medidas que agregam valor e dinamismo ao ambiente interno e externo da empresa. Com isto, ela tende a aumentar sua competitividade no mercado, entregando soluções inteligentes.

 

Boa parte delas podem ser inseridas nas atividades diárias, porém, é comum que a importância dessas medidas não seja detectada. Podem até mesmo parecer mínimas, mas em conjunto podem otimizar o nível de competitividade da empresa.

 

Medidas numa gestão de inovação podem ser apontadas após uma análise minuciosa de seu próprio funcionamento. O tempo de execução de tarefas diárias pode ser diminuído? Isso seria um diferencial para aumento da produtividade e redução de custos.

 

Com a mudança no perfil do consumidor o processo de compra e venda de produtos precisa entregar além de funcionalidade. Clientes querem preço, qualidade, atendimento e algo que os faça permanecer numa escolha acertada.

 

Empresas que prosperam e conquistam o sucesso financeiro são definitivamente aquelas que inovam. A inovação permite a descoberta dos chamados “oceanos azuis”, mercados até então pouco explorados, porém de grande potencial. Novos mercados e visões distintas garantem crescimento e posicionamento.

 

Se diferenciar e oferecer abordagens diversas à solução dos problemas dos clientes é um grande potencial competitivo. Inovação e competitividade andam juntas, negócios que crescem deixando de lado o tradicionalismo têm mais chances de se manter firme.

Empreendedorismo digital: tecnologia e mudanças

O empreendimento digital cresceu de forma assombrosa no país. Desde que a acessibilidade da internet se consolidou como instrumento rentável, empreender se tornou palavra de ordem.

 

Vendas, blogs, canais de vídeos, páginas de serviços, diversos são os formatos de negócio inteiramente digitais. Negócios esses que são altamente reprodutíveis e assimiláveis para qualquer pessoa.

 

O empreendedorismo digital é com certeza uma versão inovadora de mercado. Os processos, as transações e os relacionamentos todos em ambiente digital representam um investimento de baixíssimo custo.

 

As micro e pequenas empresa têm se beneficiado bastante deste modo de fazer negócios. Tanto a abertura quanto a manutenção de uma empresa no formato digital fazem desta uma oportunidade muito interessante.

 

Sem investir em locação de espaços, mobiliário, grandes equipes, equipamentos, sobram mais recursos para investimentos em outras frentes. Além disto, o empreendedorismo digital pode ser a inovação para negócios físicos.

 

Afinal de contas, o meio digital tem um poder de impulsão muito grande para vendas. A presença virtual com certeza dinamiza a busca e oferece aos usuários a praticidade e comodidade que o ritmo de vida pede. As redes sociais são uma das grandes ferramentas para aumento de alcance dos negócios.

 

Ante a recente crise financeira na qual o país mergulho, a saída para muita gente foi o empreendedorismo digital. De acordo com o Serasa Experian nasce um MEI (Microempreendedor individual) a cada 10 segundo no Brasil.

 

E como já citamos neste artigo, um empreendedor é movido por uma grande ideia e seu desejo de realização. E com um oceano de possibilidades e referências de sucesso, incrementar um negócio é cada vez mais necessário.

Reproduzir não é inovar, aprimore o que colheu como experiência

Se tem algo ao qual um empreendedor não deve deixar de se atentar é à sua concorrência. É preciso que tenha estado em seus planos o estudo do seu mercado e de negócios similares aos seus.

 

Existem inúmeros cases de sucesso sobre qualquer ramo de mercado no qual você tente se aventurar. E a tendência de quem está começando é seguir os mesmos passos de quem os precedeu, afinal eles detêm a receita do sucesso.

 

Contudo, não existe a receita perfeita para prosperar um empreendimento. Existem sim, passos e atitudes que são o mínimo a serem atendidos para fazer um negócio acontecer. Entretanto, trilhar exatos caminhos antes percorridos te levará ao mesmo lugar onde todo mundo tem chegado.  

 

Agora pense nisso a longo prazo, não há limite de reprodução de modelos de negócios. Entretanto, em algum momento haverá saturação de um mercado que possui inúmeras ofertas idênticas.

 

Com a proliferação de fórmulas de criação de negócios, muita gente adquire material e se frustra com os resultados inativos. Fato é que você pode contar com a experiência de nomes no mercado, mas não reproduzir de maneira idêntica seus feitos.

 

Tudo isto termina por gerar um ciclo vicioso onde você se prende a dogmas e teorias unilaterais. Você não consegue enxergar novos horizontes e potencialidades de outros investimentos. Todo tipo de informação é bem-vinda, mas tudo precisa ser muito bem analisado e assimilado.

 

Você deve enxergar novas possibilidades e adequá-las ao seu modo de fazer as coisas. Lembrando de notar não apenas as falhas, mas principalmente os acertos da sua concorrência. Assim, estudar meios de fazer ainda melhor, e assim, construir algo muito próprio e realmente inovador.

Obstáculos para a inovação no empreendedorismo

Inovar, apesar de poder começar com simples medidas, pode ser um tanto complexo, principalmente por conta do próprio empreendedor. Inovar exige esforço de tempo e muita dedicação, coisas para as quais nem todos querem aplicar investimentos.

 

A maioria dos empreendedores esgota todas as forças nos resultados e se esquece de trabalhar todo o processo. Não sabendo com isto, que impulsionaria seus lucros. Contudo, há aqueles que tentaram implementar alguma mudança, mas não obtiveram resultado de imediato.

 

Desta forma há aqueles que nem mesmo tentam e outros que desistem no meio do caminho. Não conseguem enxergar uma solução viável a fim de aprimorar seus serviços.

 

A realidade da maioria dos pequenos negócios que surgem a cada dia nos diz algo. A falta de capacitação é um dos grandes entraves para a renovação dos negócios. Inovar e empreender tem a ver com grandes ideias, mas principalmente com a capacidade de detectar problemas e propor soluções.

 

Nas pequenas empresas é muito comum que o gestor assuma responsabilidades de muitos cargos. Ele se dedica a vários setores, mas não conhece a fundo a maioria deles. No momento de pensar em inovação é preciso conhecimento e técnica, por mais simples que pareçam as medidas.

 

O empreendedor deve carregar consigo o hábito de capacitar-se continuamente. Aquele que não se volta a conhecer áreas vitais do mercado em que atua, dificilmente consegue promover mudanças sustentáveis.

 

Por isso, apenas criatividade e ímpeto desafiador não são o bastante para o empreendedor que quer inovar. É preciso estar capacitado para transformar ideias criativas em oportunidades reais de negócios com diferencial competitivo.

Inovações do empreendedorismo para aplicar

Como ser diferente num mar de projetos de negócios que não cessam de surgir todos os dias? Vamos conhecer alguns modos de empreender mudanças no seu negócio.

 

Uso da tecnologia

Este é um quesito que realmente não deixaria de estar presente nesta listagem. A tecnologia é, sem dúvida, uma grande aliada do empreendedorismo. Seu uso permite não apenas a criação de novos projetos, mas principalmente a divulgação dos mesmos.

Isto facilita inclusive a expansão do seu negócio para outros mercados, a acessibilidade garantida pela tecnologia propicia isto. Além disto, a nível operacional, os processos automatizados geram melhorias e reduzem custos.

 

Liderança

Aprender a ser líder e não chefe é crucial para todo negócio moderno. Apenas a liderança consciente alcança seus colaboradores e os direciona para onde deseja chegar. Se é preciso inovar, é preciso ter todo o corpo da empresa voltado para a mesma eficiência.

Manter os colaboradores engajados em seus objetivos só é possível com uma gestão humana. Desenvolver a motivação, manter o ânimo, e deixar claro que conquistas são consequências de trabalho em grupo. Esta são algumas das habilidades de um bom gestor para garantir mudanças.

 

Sair da zona de conforto  

O medo de arriscar às vezes deixa de ser prudência e passa a ser comodismo. Inovar passa também por não apenas promover mudanças internas, mas em ir além no mundo fora dos muros.

Explorar novas áreas e novas fontes de conhecimento são uns dos caminhos para a inovação. O desconhecido, o diferente, sempre exige algo de nós, seja em termos de gerenciamento da questão ou de aprendizado.

 

Observe seus concorrentes

Uma maneira bem clara de obter ideias de soluções criativas é observando a iniciativa de seus concorrentes. E o melhor é não se prender ao seu segmento, afinal, melhorias assumem diversos aspectos.

Observar empresas de outros segmentos e nacionalidades pode ser uma fonte riquíssima de ideias. A internet é uma ótima opção para acompanhar exemplos de sucesso nos negócios. O melhor de tudo é que se aprende o que fazer e o que não fazer.

Além da web, a boa e velha fonte escrita também possibilita a descoberta de novas formas de moldar seu empreendimento. Documentários, filmes, livros técnicos ou não e todo tipo de material pertinente pode ser avaliado de forma consultiva.

 

Trabalhar seus pontos positivos e negativos

Falamos no tópico anterior sobre como a deficiência do perfil do empreendedor pode ser um obstáculo para novas implementações. Sendo ele o principal mentor e mais interessado no upgrade de seu empreendimento, não é de estranhar.

Portanto, o gestor precisa conhecer antes das limitações do seu negócio, as suas próprias. O mundo corporativo, seja o do meio físico ou digital exige muitas habilidades. A comunicabilidades é uma delas, e nem todo mundo está preparado para usar esta ferramenta.

Seja por escrito ou em uma conversa pessoal, seja diante de fornecedores ou colaboradores, é preciso ser assertivo em sua fala. Uma boa comunicação é um pré-requisito para se fazer entender quanto às suas necessidades.

Outras questões tratam de habilidades técnicas inerentes à gestão, tais como o gerenciamento de recursos, pessoas e materiais. O gestor precisa reconhecer suas fraquezas e trabalhá-las a fim de levar seu negócio ao sucesso.

 

Ouvir o consumidor final

É algo que muitas empresas negligenciam, a escuta de seus clientes. Eles são a principal referência para o panorama do seu empreendimento. São eles que consomem seu produto e/ou serviço e podem com a maior precisão detectar as falhas no processo.

Abrir canais de comunicação para o seu público é muito importante. E não apenas canais internos, canais externos são essenciais para que sua atuação se faça conhecida para a grande audiência.

Com o feedback de seu público-alvo é que mudanças pertinentes e necessárias podem ser realizadas.

Empreender para inovar e inovar para empreender.

Negócios precisam definitivamente enxergar na inovação o caminho para atingirem a longevidade. Entregar produtos e serviços em processos que excedam a mera funcionalidade.

 

Os problemas solucionados pela inovação estão onde houver necessidades a serem saciadas. A melhoria da saúde humana, o aumento da produtividade de uma empresa, cidades inteligentes, eficiência na comunicação. A inovação no empreendedorismo trabalha para facilitar a vida das pessoas.

ESCRITO POR:

Daniel Tito

Daniel Tito

Aprendiz

+ DE

0
ALUNOS CADASTRADOS
loading...

JOVEM!

AO FAZER PARTE DE NOSSA ACADEMIA, VAMOS LHE ENVIAR MODERADAMENTE TODOS NOSSOS CONTEÚDOS.

CONTEÚDO DE QUALIDADE! PARA QUE VOCÊ REALMENTE APRENDA.

PROMETEMOS QUE NÃO VAMOS FICAR ENVIANDO AQUELES EMAILS CHATOS DE CURSOS E PRODUTOS QUE VOCÊ NÃO QUER! 😉 

  

APROVEITE… É GRÁTIS!!!  🙂

OUTROS ARTIGOS BEM LEGAIS 😜

Empreender Jovem - Você está atrasado?

Fazer o Bem - O quanto importante é para sua vida

Profissões do Futuro - O que está por vir

Todos os direitos reservados – Jovens Mestres Academy® – 2019

Fechar Menu